sábado, 8 de novembro de 2014

Não tenho um titulo descente para colocar, então vai isso

Bom hoje começou minha caminhada a uma faculdade, o ENEM, mas eu não to afim de passar em faculdade alguma por que pretendo trabalhar no ano seguinte e com isso poder me bancar e fazer aquilo que gosto, outro motivo e que não  sei oque quero cursar na faculdade ainda, mas por que eu estaria dizendo isso... Simples porque junto com minhas provas hoje, estou passando por um momento bem dificil, bom tudo que envolve sentimentos para mim e difícil, e muitos se perguntam como um cara que escreve poesia e tão ruim com sentimentos? E que esses sentimentos nunca saem do papel, oque torna o "real" a coisa em si muito difícil para mim.Eu sempre resolvi essas coisas de modo muito impulsivo e desajeitado, oque sempre colocou a minha amizade com a pessoa em cheque, e sempre perdia a amizade, isso mudou conforme o tempo mas agora eu me sinto realmente abalado com tudo isso, porque quando você resolve decidir seu futuro, você olha para o passado e foi ai que vi meus erros e isso veem abrindo feridas em meu peito, e são mais do que eu imaginava, por isso tenho passado por muitos problemas nesses dias e não postei nada aqui, e também não me sinto bem para fazer o ENEM já que estou meio para baixo, mas vou levantar amanha de cabeça erguida e seguir em frente por pelo menos mais um dia, mas como sempre dizia meu professor "As vezes para poder seguir em frente e olhar adiante, e necessário olhar para traz e ficar cego"
Eu não ia postar nenhum poema porem encontrei um que cabe perfeitamente nessa situação, um poema que escrevi para uma garota a muito tempo atras. Bom e fácil descobrir para quem era a poesia, só você olhar a primeira letra de cada linha.



Apenas uma vez diga sim

Leste a oeste você me fez pensar se tudo terá um fim

Intrigado eu estou e sempre estarei

Neste dois últimos ano como me apaixonei

Espero que quando te conte você não me ignore.

Eu sonho com sua face toda noite

Unicamente você

Toda noite choro em pensar na sua resposta

E agora eu admito minha vida e uma bosta

Apenas eu desejo que você fique com outro em vez de mim

Minhas noites são horríveis mas terá logo um fim

O vida cruel

Minha alma deseja ir ao céu

Ultimas linhas deste poema

Indago você sempre sera meu dilema

Te faço um pedido, para que quando te contar não fale mais comigo

Outros te amarão mas não com eu.

#UP
The Phanton Thief...

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do seu blog, passei por algo parecido. Eu estava cozinhando na casa da minha irmã e sem querer esqueci de tirar o dedo da panela. Imagina se eu cozinho com meu dedo lá dentro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca não é mesmo meu amigo, imagino a sua dor dentro de mim do momento que que você falou do incidente com seu dedo,
      espero que esteja tudo bem com seu dedo e com você.

      Excluir